6 coisas que você precisa fazer de tempo em tempo em seu blog

Otimizar um site não é apenas deixar ele no topo do Google. Isso ajuda? Bastante, mas há outras coisas que são tão importantes quanto e que são muitas vezes esquecidas. Por exemplo, do que adianta ter o site no topo do Google se ao clicar, o visitante não consegue acessá-lo? Por isso, decidi montar essa lista com 10 coisas que você precisa fazer todo mês em seu blog para garantir máxima otimização!

1- Atualizar seu blog e os plugins

Não há nada pior do que deixar seu blog desatualizado. A quantidade de vulnerabilidades encontradas nas versões anteriores à versão atual (que no momento em que escrevo este post é a 4.7.4) é imensa. Falhas graves de segurança que permitem que qualquer pessoa consiga acesso ao seu site. Não importa quão segura seja sua senha.

Você sabia, por exemplo, que a possível causa do vazamento do Panama Papers foi um plugin do WordPress desatualizado? Isso mesmo, o plugin Revolution Slider (ótimo plugin, por sinal) pode ter sido a principal causa que ocasionou o vazamentos de inúmeros dados da Mossack Fonseca. Você pode ler mais sobre isto no Wordfence (em inglês).

Periodicidade: É recomendado que você verifique por atualizações semanalmente. Mas caso não seja possível, separe 1 dia no mês para verificar se seu blog precisa ser atualizado.

2- Fazer backup completo

Em minha hospedagem, eu faço o backup dos clientes semanalmente por questões de espaço. Na verdade, a questão nem é muito espaço ocupado por um cliente, é o ocupado por todos no backup final. Os backups possuem em média 200 GB cada.

Por isso, é recomendado que cada cliente faça seu próprio backup. E eu recomendo que você faça toda semana, caso seu site não seja muito atualizado ou à cada dois dias, caso ele seja bastante atualizado. Mas calma, você não precisa fazer isso manualmente, há diversos plugins que fazem tudo isso por você.

Plugins Recomendados: Updraft Plus, BackWPup ou BackUpWordPress.

Periodicidade: Recomendo que você faça o backup pelo menos uma vez por semana. E nunca armazene no mesmo local da hospedagem. Os plugins citados acima permitem importação para Dropbox ou Google Drive, é muito mais seguro do que armazenar no mesmo servidor de hospedagem.

3- Faça a limpeza do seu banco de dados

Primeiro, faça backup do seu banco de dados (como instruí na etapa 2). Um banco de dados do WordPress, com cerca de 100 artigos possui cerca de 100 MB, dependendo muito de quantos comentários e da quantidade de caracteres para cada artigo. O banco de dados do DicasWP no momento desta postagem tem cerca de 3 MB.

Recentemente peguei um cliente que tinha 800 páginas de postagem no WordPress e um banco de dados com 800 MB compactados! Pense no trabalho para exportar e depois importar de novo.

A boa notícia é que dá para reduzir bastante esse tamanho, principalmente se você instala muitos plugins para depois desinstalar. Alguns plugins como o WooCommerce, Easy Downloads, WordPress SEO não excluem as tabelas do banco de dados, pois caso você queira voltar a usá-los, eles já “possuem” as configurações salvas.

Plugins Recomendados: WP-Optimize ou Advanced Database Cleaner.

Periodicidade: Recomendo que você faça pelo menos uma vez por mês. Não precisa fazer toda semana, na verdade… é até não-recomendado.

4- Limpe os comentários SPAM

Eu sempre uso o Akismet para me proteger de SPAM. Ele faz um trabalho maravilhoso e evita 99% dos SPAM. Mas há duas opções no Akismet para SPAM:

  • Silenciosamente descarte os piores e mais difundidos spams sem que eu os veja ou
  • Sempre enviar os spams para serem revisados na pasta Spam.

Por segurança, eu escolho a segunda opção. Mas caso você tenha um blog que recebe muitos comentários e você percebe que o Akismet nunca erra no seu caso, ative a primeira opção.

Há uma explicação. Quando verificamos a página de Comentários, você pode verificar que às vezes fica 100, 200 comentários no SPAM. Isso não chega a ser um impacto muito grande no banco de dados. Mas se o número ultrapassar os 500, serão 500 linhas totalmente inúteis no banco de dados.

Esse artigo do Smashing Magazine de 2011, por exemplo, já mostra os efeitos negativos em performance que uma tabela não otimizada e muitas consultas no banco de dados podem causar.

Periodicidade: Sempre que ultrapassar os 200 comentários na lista de SPAM. Não precisa de nenhum plugin, basta esvaziar/limpar todos os comentários que estejam na caixa de SPAM.

5- Verificar se seu site está otimizado com o Google e se está bem indexado

O link do Google Webmasters é o seu novo melhor amigo. Através do Search Console dá pra ter uma ideia se seu site está sendo bem indexado ou se há problemas na indexação como páginas não encontradas, artigos duplicados e mais. O console de pesquisas (nome traduzido) exibe os erros de rastreamento. O relatório exibe é divido em duas partes:

  • Erros do site: essa seção do relatório mostra os principais problemas que impediram o Googlebot de acessar todo o seu site nos últimos 90 dias. Clique em qualquer caixa para exibir o gráfico relacionado.
  • Erros de URL: essa seção lista os erros específicos encontrados pelo Google ao tentar rastrear determinadas páginas para computadores ou smartphones. Cada seção principal nos relatórios de erros de URL corresponde aos diferentes mecanismos de rastreamento que o Google usa para acessar suas páginas. Os erros listados são específicos desses tipos de páginas.

Vamos entrar em detalhes nos erros do Google Search Console mais tarde. Mas é importante você verificar pelo menos uma vez na semana.

Periodicidade: Uma vez por semana, pelo menos.

6- Escreva pelo menos um post por semana

Eu sei que é uma dica meio “ué”, mas tem gente que às vezes esquece. Escrevendo pelo menos um post por semana, você mantém seu blog sempre atualizado e ajuda a avisar ao Google que ele é “atualizado com frequência”. Se você não tiver tempo para escrever um por semana, então faça que nem eu faço: agende.

Esse post, por exemplo, será publicado no dia 16 de maio às 10:00 da manhã. Mas ele foi escrito dia 11 de maio às 12:00. Agendar posts é ótimo para posts que seja “timeless”, ou seja, que não seja “exclusivo” ou que não seja um furo jornalístico.

O que faço é agendar posts de dicas, tutoriais, etc. Quando preciso postar algo que seja exclusivo, eu faço no dia em que escrevi. Mesmo que signifique ter dois posts no mesmo dia. Por sinal, os dias de postagem aqui no DicasWP são: terça e quinta. Sempre.

Periodicidade: Pelo menos, uma vez por semana. Se puder ser mais, que seja. Mas se comprometa a postar sempre na periodicidade escolhida.

Sobre o autor

Adicionar comentário

Leave a Reply

Recent Posts

Recent Comments

Archives

Categories

Meta